Governo alcança objetivo de vacinação contra gripe H1N1 em unidades da Funac

Imunização contra a gripe H1N1 alcançou trabalhadores e adolescentes das unidades da Funac (Foto: Érica Gomes)

Nos espaços socioeducativos da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) foi alcançada a meta e cumprido o calendário de vacinação contra o vírus da Gripe H1N1. A atividade foi uma articulação da Funac, com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), para efetivar a política de atenção à saúde integral de adolescentes em conflito com a lei.

Cerca de 500 pessoas foram vacinadas, tanto nos Centros Socioeducativos, quanto na Sede administrativa da Funac. O público da campanha foram os adolescentes e servidores da equipe técnica, educadores, socioeducadores, além dos professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que atuam nas Unidades.

Para a presidente da Funac, Sorimar Sabóia Amorim, a imunização contra a gripe H1N1 é de extrema relevância para todos que atuam no sistema socioeducativo. “Pudemos garantir ao nosso público os serviços na área de saúde e fortalecer o trabalho intersetorial que é previsto no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE)”, afirmou.

Ficaram a frente da ação, o enfermeiro Angelo Costa, do Centro Socioeducativo de Internação Provisória Canaã, e a auxiliar de enfermagem Dinete da Silva, com o apoio da equipe do setor de saúde dos demais Centros Socioeducativos. “Por ser um grupo que fica num ambiente com várias outras pessoas, tem um risco maior de ficar doente e propagar aos outros.  Conseguimos alcançar o objetivo da campanha que foi a vacinação dos adolescentes privados de liberdade e dos servidores que atuam no atendimento socioeducativo”, destacou o enfermeiro Angelo Costa.

A coordenadora de imunização da Semus, Charlene Luso, fez uma avaliação da campanha realizada em  parceria com a Fundação. “Tivemos um excelente resultado e conseguimos alcançar a nossa meta de vacinação. A gripe é uma doença contagiosa e suas complicações podem levar a morte. Essa população por fazer parte de um grupo de risco precisa ser protegida”, pontuou.