Banco de Leite da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão mantém rotina e pede novas doadoras

Banco de leite está operando com a média de 2 a 3 litros de leite diários

O Banco de Leite da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão está de portas abertas para novas doadoras de leite materno. Atualmente, o banco de leite opera com a média de 2 a 3 litros de leite diários, quando o ideal seria 6 litros, para manter os bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva em dieta plena com leite materno.

“Aqui na maternidade estamos funcionando normalmente, tanto no serviço de coleta de leite, quando no apoio e estímulo à amamentação. Com a pandemia do Covid-19, temos redobrado os cuidados que já tínhamos. Agora, entram no máximo três mães por vez, reforçamos a higienização e todas as mães usam obrigatoriamente máscaras para ordenha do leite”, explicou a supervisora do Banco de Leite Humano da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, Irenildes Costa.

Segundo a supervisora, março superou fevereiro na coleta, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, o que foi uma grande surpresa. “Em março, tivemos 36 mães fazendo doação por meio da coleta externa. Este mês, estamos até o momento com 20 mães. As nossas mães da coleta externa estão muito seguras do processo de coleta, pois já o conhecem”, informou.

O banco de leite funciona de 7h às 19h. Toda mulher que amamenta pode ser doadora. Basta ligar para o (98) 98844-8591 ou (98) 99613-7869, que será agendada a visita de uma equipe para orientar a mãe sobre a higienização, massagem, extração e uso da bomba de extração e sua esterilização. A equipe não faz extração do leite materno, mas distribui os vidros para acondicionamento de leite e faz o recolhimento a cada sete dias na casa dessa mãe.

A mãe da pequena Isabele Valentina, que nasceu há 15 dias e está na UTI Neonatal, Daniele Gomes Fabrício, falou da importância da solidariedade das outras mães para alimentar os bebês de UTI. “O leite é o melhor alimento para a criança, previne doenças. Hoje, minha filha precisa, mas outras crianças também precisam. As mães que puderem, venham, pois as crianças de UTI precisam muito de leite materno para ganhar peso, crescer saudável e ter alta”, contou.

O Banco de Leite da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão não faz doações externas de leite materno, mas é parceiro do Hospital Juvêncio Matos, unidade de saúde da rede estadual, e da Clínica São Marcos, unidade particular. Os dois hospitais que possuem sala de coleta enviam leite para pasteurização e quando há sobra desse material, ele é utilizado nos bebês de UTI da MACMA. 

Doação de potes

Além das mães, a população pode ajudar na rede de apoio às mães que amamentam. Basta doar frascos de vidro (do tipo nescafé), nos tamanhos pequeno e médio, para o armazenamento do leite. Os frascos são utilizados pelo Banco de Leite para coleta, pasteurização e distribuição de leite humano para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. A entrega dos potes pode ser feita na MACMA ou através de agendamento por telefone. Os potes de vidro doados passam por processo de lavagem e esterilização na unidade. Após os procedimentos de higienização, os potes serão utilizados.

Sobre o Banco de Leite

O Banco de Leite da maternidade funciona na Avenida Jerônimo de Albuquerque, S/N – Cohab Anil I, em São Luís, de 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Para agendar entrega de frascos, basta ligar para (98) 98844-8591 ou (98) 99613-7869.