Em dois meses, Governo entrega 31 obras educacionais em comunidades do Maranhão

O novo prédio da UEB Salete Ribeiro Moreno ressignifica as lutas da comunidade (Foto: Divulgação)

As cidades de Itapecuru-Mirim, Vargem Grande, Nina Rodrigues e São José de Ribamar ganharam Escolas Dignas nesta sexta-feira (14). As obras somam investimentos na ordem de R$ 4,7 milhões, beneficiando quase 600 estudantes da Educação Infantil ao Fundamental.

O Governo do Maranhão já entregou 31 equipamentos educacionais nos dois últimos meses, com a retomada de inaugurações neste período de pandemia. São espaços construídos ou revitalizados pelo Programa Escola Digna. 

Em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís, o Estado investiu R$ 3.266.522,67 em convênio com a Prefeitura na construção do Liceu Ribamarense III.

Moderna, a escola conta com 11 salas de aula, sala multiuso, biblioteca, sala de informática, banheiros masculino e feminino, laboratório de ciências, brinquedoteca, dispensa, cozinha, refeitório, depósito, secretaria, diretoria, salas para coordenação pedagógica e almoxarifado.

A escola também conta com uma quadra poliesportiva com vestiários masculino e feminino, além de banheiros para pessoas com deficiência. Serão 400 estudantes beneficiados com a estrutura escolar.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão participou da solenidade de inauguração do Liceu, juntamente com o prefeito de Ribamar, Eudes Sampaio. Na ocasião, falou sobre as obras de educação que ficaram prontas nesta semana. “Com a entrega do Liceu Ribamarense, construído em parceira com a prefeitura de São José de Ribamar, só hoje, entregamos quatro escolas, incluindo uma em Itapecuru, outra Vargem Grande e uma em Nina Rodrigues”, pontuou. 

“O programa Escola Digna segue avançando, mesmo em tempos difíceis de pandemia. Conseguimos manter as entregas que são tão importantes para a aprendizagem e dignidade dos nossos alunos”, concluiu Felipe Camarão. 

“Com essa parceria com o Governo do Estado, o município amplia sua rede de ensino em tempo integral, com o Liceu Ribamarense III”, disse o prefeito Eudes Sampaio. “Nós somos muito gratos ao governador Flávio Dino, ao secretário Felipe Camarão, por todo esforço para que, juntos, Prefeitura e Governo, pudéssemos entregar para a comunidade uma escola de referência. Parabéns ao povo ribamarense”, acrescentou Sampaio.

Mais Escolas Dignas

As solenidades simbólicas de entrega, seguindo protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19, continuaram no interior do estado com a entrega de mais três Escolas Dignas construídas em substituição a estruturas inadequadas. 

Uma escola coberta de palha, paredes de taipa, portas fechadas com pedaços de madeira. Assim era a antiga Escola Municipal São José, onde estudavam crianças do Quilombo Campestre, a 47 quilômetros da sede de Nina Rodrigues. A situação da escola deixava os pais angustiados. Situação que José Santos, vigia e avô de cinco alunos da escola, conhece muito bem.

“De cinco em cinco meses tinha que ficar tirando e colocando outras palhas, era alagado, às vezes os meninos estudavam quase dentro da lama. Era muito ruim a escola, um vez as paredes começaram a cair, eu tive que escorar por fora”, relembra José. “Até que apareceu o projeto dessa escola aqui. Agora, nós estamos de parabéns por essa escola nova e com equipamentos bons. Eu acho que melhorou demais a nossa situação”, disse.

Agora, a comunidade tem alegria e orgulho de ter um espaço digno para seus filhos estudarem. “Agora está bem melhor, acho que a minha filha vai aprender mais, e eu trabalho lá também. Estou ansiosa pela entrega”, disse Rosana Sousa Santos, moradora do povoado quilombola Campestre.

Liceu Ribamarense III, escola em tempo integral construída pelo Governo do Estado em parceria com Prefeitura (Foto: Divulgação)

No Assentamento Cristina Alves – 17 de Abril, a 14 quilômetros da sede de Itaperucu-Mirim, a comunidade recebeu o novo prédio da Unidade Escolar Básica Salete Ribeiro Moreno, em substituição a um barracão de uma sala, meia parede, sem a menor estrutura e condições necessárias para o processo de ensino e aprendizagem. A nova escola, que recebeu investimentos de R$ 482.317,40, vai beneficiar 32 estudantes do assentamento.

“A nossa pauta sempre foi uma escola atendesse a dignidade das nossas crianças. A educação também passa por uma boa estrutura, ‘né’?”, disse Auzerina Carneiro Montel, liderança do assentamento.

A escola foi batizada pela comunidade de “Salete Ribeiro Moreno”, liderança na região de Açailândia. “Para nós, tem todo um significado de luta, resistência e persistência em defesa da Educação do Campo. A gente acredita que vai melhorar muito o aprendizado das nossas crianças. Só temos a comemorar e a reconhecer o trabalho do governador Flavio Dino em atender as pautas das comunidades”, afirmou Auzerina.

Mais dignidade na hora de estudar também chegou para 85 meninas e meninos do Assentamento Padre Trindade, em Vargem Grande. O novo prédio substituiu o antigo barracão sem ventilação e iluminação adequadas, tudo improvisado. A construção da nova Escola Municipal de Educação Básica Padre Trindade custou R$ 477.941,99. Agora, a comunidade tem a escola que sempre sonhou para seus filhos. 

As três escolas entregues, foram construídas no módulo duas salas de aula, secretaria, cozinha, três banheiros e pátio interno. São estruturas adequadas e confortáveis, que levam dignidade e esperança aos meninos e meninas dessas comunidades.