Bairro da Vila Valian é beneficiado com entrega de Sistema de Abastecimento de Água

Poços resgatam a cidadania e geram renda, disse o secretário Márcio Honaiser (Foto: Divulgação)

Em São Luís, as famílias do bairro da Vila Valian podem contar com água potável nas suas casas com a entrega de um Sistema Simplificado de Abastecimento de Água (SSAA), que ocorreu neste sábado (16). 

Inaugurados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), o poço proporciona água de qualidade e encanada para diversas famílias do bairrro e adjacências. 

Paralelo a São Luís, outros cinco municípios tiveram entregas de SSAA: Itinga do Maranhão, Riachão, São José dos Basílios, Sítio Novo e Ribamar Fiquene.

Durante a inauguração do SSAA em São Luís, o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, disse que promover melhor qualidade de vida para famílias em situação de vulnerabilidade social é uma das prioridades da Sedes, através de ações como o abastecimento de água potável para atividades essenciais. 

“Agora as pessoas poderão realizar seus afazeres domésticos e cuidar melhor das pequenas produções agrícolas. Os poços resgatam a cidadania e geram renda, além de solucionar casos de doenças de veiculação hídrica, como forma de reduzir a mortalidade infantil”, pontuou o secretário. 

Em São Luís, várias famílias da Vila Valiam receberam um poço que vai por fim ao sofrimento na busca de água, segundo a moradora Fátima Silva. 

Segundo a moradora Fátima Silva, chegada do poço ao bairro é uma mudança muito positiva (Foto: Divulgação)

“Esse poço vai melhorar muito a nossa vida. A escassez de água era enorme, tinham casas que a água só pingava. Agora as famílias do nosso bairro vão ter água em casa e é uma mudança muito positiva pra gente”, disse.

Os sistemas fazem parte do Programa Água Para Todos, implantado pelo Governo do Estado. O programa contempla principalmente as comunidades rurais e coloca fim ao penoso sacrifício da população de carregar água por longas distâncias. Incluem poço artesiano, reservatório de água com estrutura de concreto, caixa d’água, redes de distribuição principal e secundárias, além de ligações domiciliares.

João Batista é morador da Vila há 10 anos e explicou que antes as famílias compravam água, e quem não tinha condições de comprar, ia buscar água carregando na cabeça em outros lugares.

“Nosso sofrimento era terrível com a falta de água. O pouco que tinha chegava de madrugada e de manhã cedo não tinha mais. A gente tinha que ir comprar e quem não tinha dinheiro, buscava em outras casas, carregando na cabeça. Graças a Deus esse poço chegou, estamos muito felizes com isso”, disse o morador.