Centro de Economia Solidária comemora 3 anos com anúncio de novas unidades

Produtos à venda no Cresol (Foto: Almir Praseres)
Produtos à venda no Cresol (Foto: Almir Praseres)

A economia solidária é um jeito diferente de produzir, vender, comprar e trocar o que é preciso para viver. Sem explorar os outros, sem querer levar vantagem, sem destruir o ambiente. Cooperando, fortalecendo o grupo, cada um pensando no bem de todos. 

O primeiro Centro de Referência Estadual em Economia Solidária (Cresol), inaugurado pelo Governo do Maranhão em junho de 2018, celebra três anos de sua fundação. 

Parceria Governo do Estado e Sociedade Civil Organizada, a iniciativa tem como objetivo fortalecer o processo de cooperativismo e associativismo para estimular o crescimento das cadeias produtivas no Estado.

Gerenciado pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária do Maranhão (Setres), o Centro celebra conquistas e avanços na geração de renda e valorização dos empreendimentos solidários maranhenses. 

Em três anos, o Centro promoveu capacitações, oficinas, ampliou o número de pequenos produtores atendidos, produtos comercializados e realiza semanalmente a tradicional Feirinha da Agricultura Familiar do Cresol. Já no último ano, foram atendidos 98 empreendimentos em 26 municípios maranhenses.

Mas não para por aí. O Governo do Estado é o que mais investe e acredita na economia solidária. Com a chegada da pandemia, os empreendimentos também tiveram sua fonte de renda afetada, com isto, foi criado o Edital Compras Solidárias. A ação emergencial comprou R$ 1 milhão em produtos de empreendimentos, atendendo a 51 grupos em 19 municípios do Estado, assegurando renda neste momento de crise e beneficiou quase 1.000 pessoas diretamente. 

Expansão

Produtos à venda no Cresol (Foto: Almir Praseres)

Expansão

Avanços também marcam os três anos de celebração do Cresol. Em breve, a Casa do Maranhão, localizada no Centro Histórico de São Luís, sediará a nova sede do Centro, no coração onde também bate o turismo de São Luís.

Devido a pedidos e a partir de análise da necessidade de empreendimentos de economia solidária, a Setres implantará sedes do Cresol nos municípios de Bacabal, Santa Inês, Axixá e Grajaú (que atenderá os povos indígenas da região), regionalizando, ampliando e garantido maior suporte aos empreendimentos solidários.

O secretário da Setres, Jowberth Alves, explica que a expansão do Centro para outras regiões do estado torna o Maranhão referência em investimentos na economia solidária. 

“O Governo Flávio Dino acredita na economia solidária. Celebrar os três anos do Cresol é um momento muito especial. O Governo do Estado tem compromisso com os trabalhadores que fazem a economia solidária. Uma grande realização do Governo e a referência nacional em números de sedes no Maranhão. Sairemos de uma sede para cinco, em parceria com as prefeituras municipais. Equipamentos públicos que estarão engajados em gerar renda e levar a mensagem de que a economia solidária é o caminho e transforma vidas”, analisou o gestor.

Cresol

Vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidaria (Setres), o Centro Estadual de Referência em Economia Solidária do Maranhão (Cresol) foi criado em junho de 2018 e está localizado na rua de Nazaré, 173, no Centro Histórico de São Luís. A iniciativa destaca-se por ter seu processo de gestão compartilhada, em que todas as ações desenvolvidas contam com a participação direta do Governo do Estado e dos grupos de pequenos produtores atendidos pela instituição.

Vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), o Centro Estadual de Referência em Economia Solidária do Maranhão (Cresol) foi criado em junho de 2018 e está localizado na rua de Nazaré, 173, no Centro Histórico de São Luís. A iniciativa destaca-se por ter seu processo de gestão compartilhada, em que todas as ações desenvolvidas contam com a participação direta do Governo do Estado e dos grupos de pequenos produtores atendidos pela instituição.