Em São Luís, Governo executa nova pavimentação da Avenida Ferreira Gullar

Os serviços de 4km de pavimentação estão sendo executados na Avenida Ferreira Gullar. (Foto: Diulgação)

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), prossegue com as ações do Programa Mais Asfalto em todo o Maranhão. Em São Luís, no bairro da Ponta do São Francisco, os serviços de 4km de pavimentação estão sendo executados na Avenida Ferreira Gullar.

A intervenção tem o objetivo de garantir trafegabilidade, segurança viária e facilitar o trânsito na região. Além da nova pavimentação, as ruas receberão serviços de implantação de drenagem superficial com meio-fio e sarjetas. Também serão executados os serviços de sinalização vertical e horizontal e roço dos canteiros.

O secretário da Secid, Márcio Jerry, destacou a importância da iniciativa. “O programa Mais Asfalto, do governador Flávio Dino, prossegue levando asfalto novo para todas as regiões do Maranhão, promovendo acessibilidade e mobilidade. São grandes conquistas que impactam positivamente a vida da população”, ressaltou.

Outras obras

Ao longo da Avenida Ferreira Gullar, a Secid já entregou o Residencial José Chagas para famílias de baixa renda, urbanização com praças equipadas com pontos de acesso à internet, academias de saúde e espaços de lazer para crianças, arena e quadra poliesportiva coberta.

Em outro setor da Ponta do São Francisco, mais próximo à cabeceira da Ponte José Sarney, a Secid está finalizando obras de urbanização da área. No espaço está sendo construído um completo centro urbanístico composto por praça com academia de ginástica, playground, coretos de lazer, quadra de areia, bancos em madeira, lixeiras, estacionamento, rampas, ancoradouro para os pescadores, calçamento em blocos sextavados coloridos, iluminação pública e áreas de paisagismo.

Além disso, na Avenida Ferreira Gullar, está em conclusão a construção da nova unidade da clínica SORRIR. O equipamento de especialidades odontológicas atenderá, aproximadamente, quatro mil pacientes por mês.