Caravana SEAP na Estrada visita unidades prisionais do Maranhão

A Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) visitou, nesta terça-feira, (23), a Unidade Prisional de Ressocialização de Governador Nunes Freire. A visita faz parte da caravana SEAP na Estrada, com o objetivo de visitar até o início de 2022 todas as 47 unidades prisionais do Maranhão, visando potencializar esforços da alta gestão para ampliar o trabalho que já vem sendo realizado.

Missão árdua assumida pelo secretário da SEAP, Murilo Andrade, que também é idealizar do projeto, para que todas as UPRs cumpram e executem com excelência e comprometimento o cumprimento da Lei de Execução Penal (LEP), e o rol das assistências de humanização voltados para a educação, trabalho, saúde, assistência psicossocial, religiosa e jurídica. 

“Temos unidades prisionais bem distantes da capital. Com a caravana SEAP na Estrada, estamos reaproximando ainda mais toda a equipe de servidores, e colocado em prática as ações que viabilizam melhorar ainda mais os serviços já prestados, isto inclui ainda as adequações necessárias da arquitetura prisional, rotinas administrativas e as ações de humanização, principalmente as de educação e trabalho”, disse o secretário da SEAP, Murilo Andrade.

A caravana já percorreu as UPRs de Viana, Santa Inês e Zé Doca. Nos dias 2 e 3 de dezembro, segue nas UPRs de Itapecuru, Caxias e Timon. E nos dias 13 e 14 de dezembro, nas UPRs de Porto Franco, Carolina e Balsas.

Todos os espaços físicos e aqueles que necessitam de modernização, estão sendo verificados pela secretaria adjunta de Modernização e Articulação Institucional (Samod) e pela secretaria adjunta de Administração, Logística e Inovação Penitenciária (Salip).

As demais, com potencial para melhorar as ações, como a inserção de mais salas de aulas ou laboratórios de informática, ou alavancar a produção de blocos sextavados, e aumentar ainda mais os atendimentos em saúde, por exemplo, serão acompanhados pela secretaria adjunta de Atendimento e Humanização Penitenciária (SAAHP).

Após a visita, cada unidade prisional irá realizar as adequações necessárias para que todas as medidas sejam colocadas em prática, após as constatações que são verificadas pela Caravana SEAP na Estrada. Todo o processo de implementação do projeto é acompanhado pela SEAP, desde a visita até a finalização do processo.