Refeições a R$ 1 contribuem para garantir segurança alimentar no Maranhão

Preços das refeições reduziram para R$ 1. (Foto: Nael Reis)

Decreto do governador Flávio Dino reduziu para R$ 1 o valor das refeições na rede de Restaurantes Populares do Maranhão. A medida é válida para almoço e jantar e vai contribuir com os que mais precisam, garantindo alimento de nutritivo e de baixo custo. O novo preço está já em vigor nos 61 restaurantes da rede no estado. Antes, as refeições custavam R$ 3 reais e R$ 2.

O titular da Sedes, Márcio Honaiser, destacou o aumento do número de restaurantes populares na gestão Flávio Dino – que passaram de seis para 61 unidades. “A pandemia e a crise econômica trouxeram grandes dificuldades às pessoas e com sensibilidade, o governador editou este decreto, garantindo as refeições a R$ 1. Uma boa novidade e estamos felizes em termos entregue todos esses restaurantes aos maranhenses. Mais um grande benefício aos que mais precisam”, frisou.

A medida tem como objetivo proteger famílias maranhenses que tiveram perda de renda com a crise econômica ocasionada pela pandemia da Covid-19. As refeições podem ser consumidas nos próprios restaurantes ou levadas para casa. A rede de restaurante têm fortalecido a segurança alimentar e nutricional da população em situação de vulnerabilidade. Presente em todas as regiões do Maranhão, é referência e a maior rede desses equipamentos no país. 

Quem frequenta os restaurantes, aprova as refeições. Um deles é o aposentado José Luiz Costa, que sempre almoça no local por gostar da comida e às vezes, também leva para casa. “É uma comida boa, de qualidade e realmente muito barata. Qualquer pessoa que precisa consegue comprar. Nem meu neto não quer mais um real, que hoje não se compra mais nada, mas aqui, a pessoa pode ter uma comida boa. Eu sempre passo para almoço e gosto muito da refeição. É muito boa”, afirmou.

O jardineiro Valdete Oliveira destacou a importância do restaurante para as pessoas que precisam. “É muito importante, porque vai ajudar muitas pessoas que não têm condição de ir a um restaurante convencional, que é mais caro. Aqui, nesse valor de R$ 1, é barato e a comida é boa. A gente agradece muito por esse restaurante, que é muito importante nesse momento para gente”, enfatizou.

A artesã Raimunda Pereira também é frequentadora do espaço. “Eu como aqui e ainda levo para casa para os meus netos. É ótimo, uma coisa maravilhosa para gente esse restaurante, uma benção de Deus. O governador está de parabéns. A comida é realmente boa, barata e para quem precisa, é uma importante ajuda”, avaliou.

Atendimento

O Restaurante Popular é um espaço de de cidadania e participação social, onde se articulam diferentes setores do governo pela garantia da alimentação aos mais vulneráveis. O público prioritariamente atendido é de pessoas mais vulneráveis socialmente, em situação de insegurança alimentar e nutricional.

São servidas a média de 1,5 mil refeições por dia, em cada unidade, sendo almoço e jantar, agora pelo valor de R$ 1, sempre a partir das 11h e das 17 horas. Podem ser servidas até duas refeições por pessoa. Os espaços promovem ainda, avaliação e orientação nutricional, palestras e oficinas sobre educação alimentar. A rede também impacta na agricultura familiar com a aquisição de itens para a produção das refeições.