Secretário da SEAP, Murilo Andrade, é homenageado pelo TJMA com a Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo

Secretário Murilo Andrade recebeu a Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo. (Foto: Clayton Monteles)

Em reconhecimento ao trabalho que vem sendo realizado no sistema penitenciário do Maranhão, desde 2015, quando assumiu a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), o secretário Murilo Andrade, recebeu na última sexta-feira (19), a Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo, do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

A solenidade especial teve a entrega das três principais comendas do Poder Judiciário do Maranhão, em comemoração aos 208 anos de história do TJMA, que homenageou personalidades pelos bons serviços prestados à Justiça e à sociedade maranhense. 

Conforme o discurso do presidente do Tribunal de Justiça, o desembargador Lourival Serejo, disse “que cada um que recebe estas medalhas tem o compromisso de continuar a tarefa de levar à Justiça a todos aqueles que esperam soluções”, o secretário da SEAP, Murilo Andrade, relembrou de sua missão, ao assumir a pasta em 2015.

“Com todas as mudanças implementadas, que contaram com o apoio incondicional do governador Flávio Dino, alcançamos a concretização dos direitos das pessoas privadas de liberdade, com o acesso às ações ressocializadoras, transformando a nossa sociedade, em uma sociedade mais justa e igualitária, e com mais segurança à população maranhense”, disse o secretário Murilo Andrade. 

O secretário da SEAP, Murilo Andrade, teve a indicação da medalha por proposição do desembargador Marcelo Carvalho Silva. O evento ocorre anualmente, em data próxima à comemoração do aniversário do Tribunal de Justiça do Maranhão, a terceira Corte de Justiça mais antiga do Brasil, fundada em 4 de novembro de 1813.

Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo

Criada pela Lei 2.814/1967 e regulamentada pela Resolução N° 4/1999, a Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo cultua a memória do primeiro chanceler do Tribunal das Relações de São Luís, sendo concedida a personalidades que tenham prestado relevantes serviços à Justiça.