Governo lança Campanha Dezembro Vermelho e destaca importância da prevenção contra o HIV/Aids

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. (Foto: Caio Oliveira)

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde realizou, nesta quarta-feira (1º), o lançamento oficial da programação do Dezembro Vermelho, mês alusivo à conscientização acerca das medidas de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos das pessoas vivendo com HIV/Aids. Este ano, a campanha tem como tema “Bora Combinar? O rolê não pode parar”, com foco no estímulo à utilização de várias formas de prevenção para além do uso do preservativo. A abertura da campanha aconteceu no Hospital Regional de Barreirinhas, junto com as ações do Programa Saúde na Praça. 

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, esteve presente no lançamento da campanha e destacou a importância da conscientização sobre a doença. “A Campanha do Dezembro Vermelho nos leva a discutir e debater o HIV/Aids dentro da nossa sociedade. Sabemos que a doença não causa o mesmo medo que causava há alguns anos, por isso a nossa preocupação em reforçar a prevenção é ainda maior”, afirmou o secretário Carlos Lula.  

No Maranhão, a oferta de testes rápidos foi descentralizada e atualmente é oferecida nas 19 Regiões de Saúde em conformidade para os 217 municípios, o que facilita o diagnóstico e o início imediato do tratamento para o HIV/Aids. Além disso, a oferta da profilaxia pós exposição com risco para o HIV no Maranhão está disponível em 15 unidades de saúde do Estado, entre elas o Hospital Regional de Barreirinhas. 

Lançamento da Campanha Dezembro Vermelho. (Foto: Caio Oliveira)

De acordo com a chefe de Departamento de Atenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) e Hepatites Virais da SES, Jocélia Frazão de Matos, existem vários tipos de prevenção contra a doença. “O tema ‘Bora Combinar’, significa que nós temos vários tipos de prevenção. Hoje não é só o preservativo que podemos usar para nos prevenir contra qualquer infecção sexualmente transmissível, existem outros tipos de prevenção que também são muito eficazes”, explicou a chefe de departamento Jocélia Frazão.  

Entre os métodos (ações) que podem ser combinados(as) estão: a testagem regular para o HIV, a prevenção da transmissão vertical da gestante para o bebê, o tratamento das infecções sexualmente transmissíveis e das hepatites virais, a imunização para as hepatites A e B, a profilaxia pré-exposição (PrEP), a profilaxia pós-exposição (PEP); e o tratamento para todas as pessoas que já vivem com HIV. 

Como parte da programação da campanha, durante o mês de dezembro serão realizadas blitzes informativas sobre o Dezembro Vermelho, caminhada alusiva ao mês de conscientização da luta contra HIV/Aids, eventos virtuais e presenciais com gestores de saúde.