Governo do Estado intensifica operações em apoio aos afetados pelas chuvas

Foram distribuídas cerca de seis mil cestas básicas. Foto: Divulgação

Distribuição de cestas básicas, mantimentos e acolhimento estão entre as diversas ações do Governo do Estado, em auxílio às famílias prejudicadas pelas chuvas no Maranhão. Nesta semana, moradores em Trizidela do Vale, Pedreiras e Imperatriz receberam cestas básicas e colchões. Os itens foram entregues pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão (CEPDECMA), órgão do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Equipes do bombeiros vêm monitorando, de forma permanente, os municípios afetados com as chuvas.

Foram distribuídas mais de 22 mil refeições, cerca de seis mil cestas básicas a moradores, além da promoção de acolhida a desabrigados e orientação sobre atitudes seguras na ocasião das chuvas. Totalizam 68 abrigos estruturados para receber famílias, além de 58 barracas da CPDECMA utilizadas. O comandante geral do CBMMA, coronel Célio Roberto de Araújo, reforça que a corporação está toda mobilizada para atender as famílias que estão sofrendo com este período de chuvas.

“É um trabalho permanente que inicia muito antes das chuvas, onde organizamos o plano de trabalho e nos antecipamos à ocorrência. Há municípios com situação histórica de enchentes e estes são os primeiros a receberem a ação dos bombeiros. O objetivo é sempre auxiliar, minimizar os estragos e tranquilizar as famílias neste momento”, pontuou o coronel Célio Roberto de Araújo.

Foram distribuídas cerca de seis mil cestas básicas. Foto: Divulgação

Outras ações intensificadas pelo Corpo de Bombeiros incluem intervenção e prevenção; monitoramento climático, principalmente aos que possuem histórico de enchentes; orientação aos afetados e vistorias técnicas. Ainda, ações conjuntas com as Defesas Civis dos municípios, no controle de possível situação anormal, repassando de forma imediata qualquer alteração. Mantimentos são adquiridos com apoio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e iniciativa privada.

O plano de apoio aos municípios vem sendo executado desde o início do período chuvoso e reúne equipes da Defesa Civil no acolhimento e garantia de itens básicos às famílias. São pelo menos 32 cidades monitoradas e 2.590 famílias desabrigadas ou desalojadas. Trizidela do Vale, Pedreiras e Imperatriz são as mais afetadas no Estado. As prefeituras de Açailândia, Aldeias Altas, Arame, Boa Vista do Gurupi, Codó, Imperatriz, Grajaú, Nina Rodrigues e Pindaré-Mirim já decretaram situação de emergência.