Hospital Dr. Genésio Rego promove momento entre pacientes e familiares no Dia dos Pais

Pai e filho comemoram data festiva com toda a segurança (Foto: Márcio Sampaio)

Uma comemoração especial foi organizada no último domingo, Dia dos Pais, no Hospital Dr. Genésio Rego, que faz parte da rede estadual de Saúde. O tratamento de pacientes internados na unidade ganhou reforço importante com doses de carinho e amor proporcionadas pela presença surpresa da família. Aos 41 anos, Elenilson Moreira Nascimento está há mais de 57 dias longe do aconchego do lar por causa da Covid-19.

Por conta da atividade, Elenilson pode comemorar o Dia dos Pais com sua família. Seu Francisco Vieira, de 67 anos, estava sem contato com o filho Elenilson há dez anos. Ele não pensou duas vezes ao saber que poderia ver seu filho mais uma vez.

“Ele estava morando no interior fazia seis anos e não tínhamos muito contato. Quando soube que ele estava aqui no Genésio e que eu poderia passar o Dia dos Pais com meu filho, fiquei muito feliz. Sou um privilegiado por saber que daqui a uns dias ele vai ter alta”, destacou o idoso.

A comemoração surpreendeu os pais que estão internados e que vão passar seu dia longe de casa. A iniciativa foi pensada para diminuir o que o hospital chama de despersonalização do paciente, ou seja, a perda da identidade de quem passa muito tempo longe de casa e com pouco contato com a família, já que os horários de visita são limitados.

O abraço emocionado entre pai e filho (Foto: Márcio Sampaio)

A assistente social Anselma Viegas destacou que o ato foi realizado como uma pequena homenagem em um momento tão conturbado no combate ao novo coronavírus. “Esse momento é muito importante para que eles possam desestressar e esquecer, ainda que momentaneamente, esse ambiente hospitalar. Com essa iniciativa, nós damos esperanças a esses pacientes e isso influencia no cuidado mental deles”, afirmou.

Elenilson se emocionou com a visita diferente. Mesmo com dificuldades para falar por causa do tratamento que está fazendo, fez questão de dizer algumas palavras e agradecer todo o carinho que recebeu. “Agradeço primeiro a Deus e depois a todos vocês que estão aqui hoje”, disse, emocionado.

A ação contou com a participação dos setores de Serviço Social, Fisioterapia, Nutrição, Segurança do Trabalho, Enfermagem, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e corpo médico. “Para ele foi como receber um ânimo novo, quando ele fechou os olhos e fez cara de quem estava lembrando de momentos bons”, completou a assistente social.

Comemoração em família ajuda na recuperação dos pacientes (Foto: Márcio Sampaio)

Os pacientes que tiveram contato mais próximo com a família foram os que não apresentam mais riscos de transmissão da Covid-19. Ainda, assim, os familiares estavam paramentados para garantir toda a segurança necessária ao encontro.