São Luís 408: Parque do Rangedor completa um ano mesclando lazer, saúde e preservação ambiental em um só lugar

Unidade de Conservação Ambiental onde o Parque do Rangedor foi instalado possui cerca de 120 hectares (Foto: Divulgação)

No próximo dia 8 de setembro, a cidade histórica de São Luís comemora 408 anos de fundação. Em 2020, o aniversário da capital maranhense também marca as comemorações pelo primeiro ano de existência do Parque Estadual do Rangedor, equipamento público que virou referência para quem busca diversão, esporte e lazer gratuitos.

Com cerca de 120 hectares de extensão, a Unidade de Conservação Ambiental onde o Parque do Rangedor foi instalado é uma verdadeira combinação entre saúde e natureza, já que mais de 90% da sua área total são de mata preservada e protegida pelo plano de manejo do Parque.

Na parte que estava degradada, foram construídas oito praças com equipamentos de esporte e playgrounds. Ao todo, são 3,5 km de pista de corrida e ciclovia, quatro quadras poliesportivas (sendo uma quadra de areia e uma de tênis), além de academia, playground, vila para food trucks, estacionamento com 500 vagas e um Batalhão de Polícia Ambiental.

Para conter o avanço da pandemia de Covid-19, o Parque Estadual do Rangedor teve que fechar as portas por aproximadamente três meses, mas desde o final de julho deste ano o parque foi reaberto, com horário reduzido: das 5h às 11h e das 16h às 21h. Por ora, as quadras, academias e parquinhos permanecem fechados, mas as pistas de cooper e a ciclovia estão disponíveis. Também seguem proibidas a venda de comida e os piqueniques.

Como medida preventiva contra o novo coronavírus, algumas etiquetas sanitárias devem ser respeitadas pelos frequentadores, como o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

Vida saudável

Unidade de Conservação Ambiental onde o Parque do Rangedor foi instalado possui cerca de 120 hectares (Foto: Divulgação)

Apesar das limitações impostas pela crise epidemiológica, a população reconhece a importância do Parque para a cidade e continua aproveitando as instalações do Parque para manter os exercícios físicos em dia. Esse é o caso de Virgínia Erre que aproveita o parque para se exercitar com a família.

“Aqui é tradicional, todos os dias a gente vem. [O Parque] é esporte e saúde em família sempre. A gente curtiu muito esse primeiro ano e vamos continuar curtindo”, frisa Virgínia Erre.

Para Diego Neves, que faz caminhadas diárias no local, o Parque é uma conquista da população de São Luís.

“Revitalizaram uma área que precisava ter uma vida nova de fato, porque era uma área esquecida aqui dentro da nossa cidade. Ficou uma opção de lazer muito boa em uma área central. Movimenta uma região que era esquecida”, avalia Diego.

Nalba Silva acredita que a união entre vida saudável e o verde da área de proteção ambiental é o grande diferencial do Parque do Rangedor. Ela ressalta que também cabe aos usuários a preservação do equipamento.

“A competência de zelar e mantê-lo compete àqueles que utilizam dele. Acredito que dessa forma nós tenhamos ele assim bonito e agradável por muitos anos. Quem ama cuida daquilo que lhe serve”, destaca Nalba.

Seu Waldener Costa lamenta que a área teve que interromper os piqueniques em família, mas ele é otimista em relação ao pós-pandemia no Parque do Rangedor.

“A intervenção do poder público de uma forma ordenada trouxe um benefício incalculável para a população. A gente sabe o que a pandemia interrompeu, mas sabemos que em um futuro próximo será de grande proveito, como era antes. Uma área de lazer com segurança e conforto para a população, em um local privilegiado. O Governo do Estado está de parabéns”, afirma Waldener.

Para mais informações sobre o Parque do Rangedor acesse www.segov.ma.gov.br/vemproparque/parque-rangedor