UPA de Timon prepara estrutura para atendimento a casos suspeitos do novo coronavírus

Foto: Divulgação

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Timon ganhou uma tenda externa para o atendimento inicial dos casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19). O novo espaço foi instalado com o apoio da Prefeitura do município, que garantiu a estrutura para que os pacientes com sintomas da doença não entrem diretamente na unidade, evitando o contato com outros pacientes.

Na tenda, será feita a triagem dos casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus e, dependendo do seu estado de saúde, o paciente poderá ser encaminhado para a UPA, para o Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco ou para um colégio da rede estadual de ensino, onde está sendo montado um hospital de campanha.

De acordo com o diretor da UPA de Timon, Renato Rêgo, a instalação da tenda está 90% concluída e a estrutura deve começar a funcionar ainda esta semana. “Estamos fechando a escala de médicos, enfermeiros e técnicos que vão trabalhar lá, e, como a gente montou uma estrutura dentro da escola, que é para dar suporte aos casos moderados, que precisem por algum período de oxigênio, a gente está montando a farmácia na parte interna e as balas de oxigênio. A nossa intenção é que ela comece a funcionar esta semana”, afirma.

Por ser instalada em um ambiente externo, a tenda permitirá maior circulação de ar, o que reduz os riscos de contágio. Além disso, também será respeitada a distância de 2 metros entre um paciente e outro e entre eles e os profissionais de saúde. Quando o paciente chegar à tenda, o enfermeiro colocará o oxímetro, para medir o nível de saturação de oxigênio, ou seja, quanto oxigênio o sangue está transportando. Por meio dessa análise, o médico vai conseguir classificar a situação do paciente.

“A tenda é um espaço de triagem, onde vai se classificar os pacientes em leve, moderado e grave. Leve ele vai para casa, recebe o atestado, as medicações, os receituários; moderado e grave a gente vai estabilizá-lo no colégio. Fica tudo um pertinho do outro, a UPA, a tenda e o colégio. Tem um outro hospital do município também para onde vão os casos moderados.
Casos graves vão para a sala vermelha da UPA ou para os leitos de ventilação do Alarico”, acrescentou o diretor clínico do Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco, Candilberto Filho.

Não há casos confirmados de Covid-19 em Timon, mas, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), existem casos suspeitos na cidade. A instalação da tenda na UPA de Timon é mais uma medida do Governo de Estado para enfrentamento da doença no Maranhão. Entre outras ações já realizadas estão suspensão das aulas e fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais para reforçar o isolamento social e a abertura de novos leitos de UTI em várias unidades de saúde.